Conecte-se Conosco

Gabinete Civil

Prefeita participa de audiência sobre segurança pública

Publicado

em

A prefeita Vera Dantas e o procurador Marcos Cotrim participaram, na tarde desta quarta-feira (24), em Penedo, de audiência pública promovida pelo Ministério Público do Estado para tratar da criação e implantação de Conselhos Municipais de Segurança na região do Baixo São Francisco. A ideia do MP é criar um mecanismo de participação da sociedade para que o cidadão aponte diretrizes e soluções para a diminuição da criminalidade em seus municípios. A audiência foi presidida pelo promotor de justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional ás Promotorias de Justiça (Caop), José Antônio Malta Marques, e contou com a participação de promotores de justiça e representantes do legislativo e das polícias civil e militar. Os prefeitos de Penedo, Marcius Beltrão, Piaçabuçu, Djalma Beltrão, e o vice-prefeito de Feliz Deserto, Jorge Luiz Nunes, também estiveram presentes.
A situação da segurança pública em Alagoas já foi pior, como lembrou o promotor de justiça Sitael Gomes, mas o Estado registrou 1055 homicídios, só este ano. De acordo com o coordenador do Caop, promotor José Antônio Malta Marques, é preciso parar de deixar a responsabilidade só para o estado e unir forças para o enfrentamento da criminalidade. “Os conselhos são colegiados que funcionarão como uma ponte entre a polícia e o cidadão”, explicou o promotor. José Antônio Malta Marques pediu o comprometimento e a parceria do executivo para implantação e funcionamento dos Conselhos, lembrando que eles podem funcionar de forma preventiva, ao apontar, por exemplo, questões de iluminação que contribuam ou facilitem a ação de bandidos. O Ministério Público acredita que ouvindo as necessidades dos cidadãos é possível agir de forma mais eficiente.
Igreja Nova saiu na frente do proposto pelo Ministério Público. No dia 02 de outubro de 2018, a Prefeita Vera Dantas enviou para a Câmara Municipal projeto de lei que cria o Conselho e Fundo Municipal de Segurança Comunitária. O Projeto já foi aprovado pelo legislativo e deve ser sancionado nos próximos dias. A decisão foi motivada pelo assalto e explosão ao Banco do Brasil da cidade, que gerou um clima de insegurança nos munícipes.
SECOM

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.